26/07/2020

Tudo que você precisa saber sobre os gatos.

Por jessica

Tudo que você precisa saber sobre os gatos.

Gatos são seres arriscos, não é mesmo? Mas saiba que nem todos são assim. Desconfiados por natureza, os felinos não se sentem seguros enquanto não estão no “controle” da situação e, por isso, podem apresentar um comportamento mais arredio.

Todo gato é uma criatura completamente diferente, e sua personalidade pode ser afetada por muitos fatores: da genética ao relacionamento entre seu dono e o gato. Isso não significa que os gatos não gostem de emoções e interação com as pessoas. Se você iniciar atividades sociais com eles ainda filhotes, eles podem ser acostumar.

Ser paciente e saber respeitar o tempo do seu gato também é vital para uma boa interação social. Portanto, é importante evitar situações em que o gato possa ter medo, pois isso tornará o gato inseguro onde ele vive.

Nome cientifico Felis Catus, tem uma expectativa de vida 2 a 16 anos de acordo com os cuidados, tem um período de gestação 58 a 67 dias, podem dormir de 12 a 16 horas, um gato pesa em média de 3,6 a 4,5 kg já na idade adulta e altura de 23 a 25cm.

  • Ambiente

Antes de levar o gatinho para casa, verifique se o ambiente é adequado para sua chegada. O primeiro e mais importante passo é colocar telas em todas as janelas da casa para evitar acidentes e vazamentos. Em seguida, prepare o gato para um banho.

Tenha sempre algumas caixas de área espalhada pela a casa em pontos estratégicos. Coloque a caixa longe de portas ou objetos que façam muito barulho para evitar que o gato entre em pânico.

  • Alimentação

Por serem caçadores naturais, os gatos não gostam de comer ração deixados no frasco o dia inteiro. A dica é fornecer uma pequena quantidade de comida durante o dia. Você pode espalhar uma pequena quantidade de comida na parte superior da casa ou em um local escondido, para que ele fique mais interessado em comida e siga seus instintos.

 Outra opção de jogo é colocar lanches ou comida em uma mamadeira e fazer um pequeno buraco nela para que ela possa ser alimentada enquanto ele estiver brincando. Mas lembre-se: verifique se o seu animal de estimação está se alimentando corretamente.

A LINGUAGEM DOS GATOS.

É nesta fase que os sentidos e a inteligência dos gatos devem ser estimulados para ajudar a formar animais. Durante esse período, também é importante que os filhotes mantenham o máximo contato com seus donos, o que estabelecerá uma conexão emocional entre o gato e o dono.

Estudos mostraram que gatos que não são tocados por seres humanos e cercados por gatos grandes até os dois meses de idade geralmente não permitem esse contato quando adultos.

Os gatos escolhem local para dormir de acordo com a temperatura, diferente de nós seres humanos, em geral eles buscam locais mais quentes.

Os gatos se comunicam de muitas maneiras diferentes, e entender essas formas de comunicação ajuda a entender melhor o que está acontecendo na cabeça do animal.

A postura pode indicar não apenas o humor ou a sensação do gato, mas também o movimento das orelhas e bigodes do gato, a forma do movimento e os diferentes tipos de sons. Esses sons incluem uma variedade de sons, incluindo sons famosos.

  • Comportamento alimentar.

A primeira comida do gato é o leite. A partir da quarta semana, ele se se interessa pela comida que sua mãe e começa a beber água fresca. Nesse estágio, é importante fornecer tipos diferentes de ração para o gato defina a que melhor convém.

Após a idade adulta, eles comem de 15 a 16 refeições por dia, cerca de 8 gramas por vez. Eles bebem água com moderação, por isso é importante incentivá-los a beber água para evitar problemas urinários no futuro.

Recomenda-se distribuir recipientes de água pela casa. Alguns gatos gostam de beber diretamente da torneira. Outros comportamentos que também podemos observar nos gatos são sexo, movimento, agressividade e higiene.

Convívio entre humano e gato.

Embora os gatos sejam seres sociais, gatos e cães têm personalidades diferentes. Os cães vêm a família humana como uma “matilha”, enquanto os gatos tendem a ver as pessoas como parceiros iguais ou sociais em seu ambiente social.

Portanto, eles precisam ganhar confiança. É por isso que é importante que ele tenha a liberdade de aprender e explorar o meio ambiente ao adotar um gatinho. Também é importante educá-lo para que ele possa entender para onde não deve viajar, como sentar em uma mesa enquanto come. Dessa forma, ele entenderá que não pode andar pela mesa enquanto houver pessoas no recinto.

É muito importante que pela a casa tenha brinquedos e arranhadores específicos para distrair os gatos, isso vai permitir que os gatos exercite suas habilidades naturalmente.

Eles têm hábitos de vida noturna e podem observar com seis vezes menos luz que os humanos. De fato, como os olhos dos gatos são muito sensíveis à luz, suas pupilas são verticais. Quando totalmente abertas, elas ocupam uma área proporcionalmente maior que as pupilas humanas.

Mesmo que sejam domesticados e confiem mais em humanos, eles não vão ignorar a vida com outros gatos, e seus instintos são mais fortes. Esses comportamentos geralmente podem entrar em conflito com a domesticação, mas são completamente naturais para as espécies.

Se houver um distúrbio de comportamento mais sério, você deve procurar ajuda profissional. Quanto mais informações sobre animais de estimação, mais vida harmoniosa e saudável estará com eles.

Você sabia que os gatos possui uma excelente audição?

Nesta série, é importante destacar a sensação do gato. Isso também se refere à sua audição. Você conhece esses ultrassons? Sim, os gatos podem usar esse som para se comunicar porque podem capturar ultra-som.

Em uma rápida comparação entre gatinhos e humanos, os gatos podem ouvir 65 kHz, enquanto os humanos podem ouvir apenas 20 kHz! Mesmo cães que são animais muito bons não conseguem ouvir esses dois.

Audição e olfato perfeito.

De fato, os gatos perdem o cheiro dos cães, mas ganham das pessoas. Para se ter uma idéia, o cheiro de gatos criados em casa é 14 vezes maior que o de humanos.

Os gatos tem 7 vidas?

Quantos gatos sofreram acidentes terríveis e quase nenhuma lesão foi causada! Muitas outras pessoas já estavam muito doentes e quase morrendo, mas sobreviveram e hoje estão saudáveis! De fato, os gatos não têm sete vidas. No entanto, se você tratá-lo corretamente, ele já pode viver até 30 anos, o que já é um fato.

Jéssica Dayane de A. Batista (Autora)